Oito horas por dia

Noite. Descanso, restauração, antídoto para o cansaço do dia. As luzes se apagam, o sol foge de nós, a mãe nos cobre dos pés ao pescoço para afugentar o medo dos monstros. Noite é refúgio para o corpo e a mente, é o suspiro de alívio, olho de gato piscando na porta do quarto, colchão…

Ler mais

Das coisas que vivem

Aroldo é o nome da suculenta que me faz companhia na mesa do escritório. Desconheço o nome científico e botânico dessa planta, que carinhosamente chamo de planto, mas posso dizer que ele é um pedaço de vida verde, lutando para sobreviver em um ambiente hostil. Assim como eu. Quer dizer, eu não sou verde, mas sou…

Ler mais

Sobrevivendo à ansiedade

* Esse é um post puramente confessional. Se você está sentindo que precisa de ajuda, procure sempre se consultar com um psicólogo ou psiquiatra. Cuide-se! Eu sempre me considerei uma pessoa calma. Quer dizer, tenho plena consciência de que sou explosiva, que posso defender meus argumentos de forma bastante enfática, dizer coisas sem pensar e,…

Ler mais