Dizeres

Quero dizer que a vida é um arbusto baixo e espinhento que espreita em meio aos campos de capim-limão. Uma touceira de urtiga camuflada em uma plantação de hortelã, com seus rastros de coceira marcando em brasa a pele no verão. Quero dizer que me aborreço fácil demais com a maneira como o mundo me…

Ler mais

Ano novo, ritos e recomeços

Esse não é um texto otimista. Não porque deixei de acreditar no futuro ou por ter perdido as esperanças. Pelo contrário: sou uma pessoa que crê nos frutos da ação, que nada mais é do que a fé combinada à atitude. Sem fé, nada é possível.  Dito isto, creio que posso seguir com as minhas reclamações…

Ler mais

Leituras de Novembro – Uma viagem pela mente humana

Uma das características que mais me atraem na literatura é sua capacidade de nos transportar para dentro de outras vidas e, por consequência, para dentro de nós mesmos. Esse mergulho na alma de uma pessoa desconhecida – seja ela real ou não –  esse salto no escuro, é um grande fator transformador. Ao tomar conhecimento…

Ler mais

Um livro em um mês – meu primeiro NaNoWriMo

Existem momentos na vida em que paramos e pensamos: por que ainda não fiz aquilo que sempre sonhei em fazer? Seja lá o que nos impeça – medo, falta de planejamento, falta de recursos – , parece que nossa atitude mais impulsiva e recorrente é conjugar os sonhos no tempo futuro. É como se, inconscientemente,…

Ler mais

Autoajuda ou autoconhecimento?

Conhecer a si mesmo é um passo crucial para descobrir e entender qual é o seu papel no mundo. Quem sabe de seu propósito faz escolhas mais ponderadas, decide com mais firmeza o destino que deseja para si e quais planos e projetos fazem seu coração bater mais forte. Como resultado, quem se conhece tem…

Ler mais

Leituras de julho – Sentimentos, experiências e desdobramentos

No início do ano, retomei meu hábito de ler pelo menos dois livros por mês – a meta ideal seria um livro por semana, mas nem sempre é possível. Eu escolho os títulos sem preconceitos, porque tenho sentido uma necessidade enorme de expandir meus horizontes. Eu costumava evitar romances, dramas, livros muito densos – porque…

Ler mais