O lado bom

** Não há lado bom em uma pandemia. ** Tenho escutado todos os dias que esse período de horror que vivemos pode ter algo de positivo: uma lição para a humanidade, uma oportunidade de autoconhecimento e aprendizado, um sopro de esperança pela cooperação e união entre as nações. Eu mesma fui ludibriada por essa positividade…

Ler mais

Absurdos

A todo momento, em todas as notícias, nas redes sociais, só vejo absurdos. Tento não julgar, ser menos crítica, mais aberta ao outro. Não consigo. Quando o outro é a intolerância personificada, como há de prevalecer o diálogo? Vejo pessoas queridas tomando posições contrárias ao que pregam, sendo convencidas por fake news e argumentos rasos,…

Ler mais

Desabafo pascal

Não aguento mais ter um demente, ausente, inconsequente como presidente, uma besta que lidera essa gente que marcha em prol da morte, que desdenha de um vírus mortal, que nos aprisiona na mentira e nos abandona à própria sorte. Não aguento mais a apatia de quem deveria fazer oposição – na hora da eleição, estes…

Ler mais

Habemus pão, aleluia!

Na minha família, a comida tem um papel muito importante. É através dela que nos conectamos, que contamos histórias e criamos memórias. Os almoços, lanches, cafés e jantares – e os lanchinhos, cafés da manhã, ceias, biscoitinhos vespertinos e tira-gostos noturnos – são e sempre foram rituais sagrados de partilha. Fartura. Cores, aromas, sabores cativantes.…

Ler mais

Culpa, ócio e produtividade em tempos de isolamento

Graças à minha educação e vivência no catolicismo, a Sexta-feira Santa sempre foi um dia em que faço poucas coisas, em que fico voltada a contemplar e orar. Minha mãe sempre dizia que esse é um dia de contrição e de luto pela morte de Cristo, e não de festas ou trabalhos desnecessários. De fato,…

Ler mais

Vai passar

Essa fase difícil vai passar. Tudo passa, tudo sempre passa. Passa como os dias em que estamos isolados, solitários, vivendo em uma bolha de preservação individual e coletiva. Como as horas que vezes se arrastam e em outras vão embora depressa. Como o medo, o rancor, o riso e a dor. Mas, e depois que…

Ler mais