Culpa ou responsabilidade – o que você está sentindo?

Você sente que poderia fazer mais? Sente que deveria estar se dedicando com mais empenho a alguma atividade? Você acredita que alguma atitude sua prejudicou alguém ou infringiu alguma lei da sociedade ou algum valor que você cultiva? Se você respondeu sim a qualquer uma das perguntas acima, acredite: você não está só. Todo mundo,…

Ler mais

Mudança, essa coisa mágica

A palavra nunca tem um peso muito forte. Implica ausência de mudança, de reforma, inércia e rejeição a tudo o que é novo. Já o  nunca mais tem uma conotação diferente: se você diz que não irá fazer isto ou aquilo  nunca mais, significa que, provavelmente, já experimentou e achou ruim, ou simplesmente esta coisa não deu…

Ler mais

O fardo da Feminilidade

Dentre as inúmeras cobranças que a vida em sociedade impõe sobre a mulher, a feminilidade é uma das formas mais sutis de tolher a nossa liberdade de existir. Uma constante exigência permeia todos os aspectos do cotidiano da mulher – a de ser sempre adorável, meiga, dócil, comedida, até mesmo recatada, reprimindo todo e qualquer impulso ou…

Ler mais

Bagagem leve

Muita coisa tem sido dita sobre o desapego, tanto o emocional quanto o material. Dizem que, quanto mais abrimos mão das coisas, maior é o espaço criado em nossas vidas para o que realmente importa, inclusive para novas possibilidades. O desapego virou moda, slogan de promoções em lojas e sites de compra e venda. Virou…

Ler mais

Quanto você vale?

Pensei em começar esse texto dizendo como vivemos uma época complicada para quem valoriza o invisível, a alma, os sentimentos. Porém, enquanto redigia esta frase, toda a história da humanidade caiu sobre a minha consciência como uma bomba atômica. Não, os nossos tempos não são particularmente difíceis, essa parece ser uma característica intrínseca da vida nesse planeta. Minha…

Ler mais