Nossos barcos não são os mesmos

Diz que estamos no mesmo barco, mas não usa máscaras, ou só as veste quando não é preciso. Acha que essa doença não mata, que sua vida ficará intacta depois disso, por causa da abundante prata que estufa seus cofres, que se espalha em malas encharcadas de sangue pobre. Julga-se nobre por oferecer migalhas, enquanto…

Ler mais

Nas esquinas da capital da loucura

Um homem está sentado sobre um pedaço de papelão em frente a uma lanchonete na Avenida Paulista. O cobertor surrado pendurado em suas costas ostenta manchas de gordura, lama e fluídos desconhecidos. Os cabelos grisalhos envolvem sua cabeça num emaranhado de lã grossa e suja – sua auréola profanada de santidade decadente. Seu nome é…

Ler mais