Rimas sem pé nem cabeça

A insônia vence o cansaço, a melancolia derrota a alegria. Todos estamos suscetíveis à desesperança – somos reféns da agonia. O que não podemos é sucumbir à apatia diante desta grave pandemia, em que o medo abre espaço para a negação. Quem diria! O ceticismo foi rasgado em pedaços e a fé voltou a acolher,…

Ler mais

Desabafo pascal

Não aguento mais ter um demente, ausente, inconsequente como presidente, uma besta que lidera essa gente que marcha em prol da morte, que desdenha de um vírus mortal, que nos aprisiona na mentira e nos abandona à própria sorte. Não aguento mais a apatia de quem deveria fazer oposição – na hora da eleição, estes…

Ler mais

Habemus pão, aleluia!

Na minha família, a comida tem um papel muito importante. É através dela que nos conectamos, que contamos histórias e criamos memórias. Os almoços, lanches, cafés e jantares – e os lanchinhos, cafés da manhã, ceias, biscoitinhos vespertinos e tira-gostos noturnos – são e sempre foram rituais sagrados de partilha. Fartura. Cores, aromas, sabores cativantes.…

Ler mais

Vai passar

Essa fase difícil vai passar. Tudo passa, tudo sempre passa. Passa como os dias em que estamos isolados, solitários, vivendo em uma bolha de preservação individual e coletiva. Como as horas que vezes se arrastam e em outras vão embora depressa. Como o medo, o rancor, o riso e a dor. Mas, e depois que…

Ler mais